The Roxy Nightclub

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Mestre do Jogo em Sex Set 05, 2014 7:24 pm

O membro 'Angelina Sartrè' realizou a seguinte ação: Rolar Dados

'Dados' :

Resultado : 7, 2, 1, 6, 10, 6, 5, 5

_________________
Bem-vindos aos Jogos!!!
avatar
Mestre do Jogo
Administrador

Masculino Câncer Macaco
Número de Mensagens : 230
Data de nascimento : 28/06/1980
Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 37
Localização : À procura de jogadores
Emprego/lazer : Mestre de Jogos
Humor : O melhor possível

RPG
Geração: Antediluviano Antediluviano
Clã: Administradores Administradores

Ver perfil do usuário http://vampiro.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Vancouver em Sex Set 05, 2014 8:04 pm

Resultado do teste:

721610655

2 sucessos - 1 falha = 1 sucesso
Angelina pode rolar novamente 1 dado por ter especialização.

Por enquanto apenas uma pessoa foi afetada pela Presença de Angelina.

Após rolagem de especialização, caso ela rolar, será tomada nova decisão
avatar
Vancouver
Administrador

Masculino Câncer Macaco
Número de Mensagens : 215
Data de nascimento : 28/06/1980
Data de inscrição : 26/10/2012
Idade : 37
Localização : Vancouver
Emprego/lazer : Juiz
Humor : De acordo com os dados

RPG
Geração: Antediluviano Antediluviano
Clã: Administradores Administradores

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Nicolae Cioran em Dom Set 07, 2014 10:24 am

Nicolae achou a reunião com Angelina frustrante, em todos os sentidos. Ela deu para trás na proposta de participar de uma licitação viciada e ainda veio com uma conversa que revelava haver perigo no ar.

- Você é mais do que um contato para mim, Nicolae, então não encare como uma ameaça... mas você deve saber que está entrando em um jogo perigoso e sem garantias, onde há jogadores mais fortes, mais experientes do que você. Seria sábio escolher a pessoa certa a ser leal.

Ouviu a tudo guardando um silêncio de túmulo, e refletiu: "OK, ela não está me ameaçando, mas avisa que existe alguém que é uma ameaça para mim ou para o negócio. Estou entrando em um jogo perigoso mesmo. Mas é tarde para recuar… Vencer ou vencer!".

Por outro lado, Nicolae sentiu um pequeno alívio. Era muito difícil para ele resistir à tentação quando estava perto de Angelina, então o tratamento frio que havia recebido funcionava, quase que literalmente, como um banho frio.

Nicolae foi com ela para a área social do Roxy e, no caminho, aproveitou para contar que a senadora Lumina Dowsha estava na casa e que havia manifestado interesse na área Vip.

- Mesmo que você não a conheça da TV, vai ser fácil identificar ela. Tem cara de adolescente e está usando cabelos pintados de rosa. Acho que seria ótimo para a casa fidelizar uma cliente desse gabarito.

Suas palavras foram interrompidas quando o tumulto explodiu. Ele olhou para o teto e suspirou: "Por que ela não comprou um lugar de classe? Virei administrador de uma espelunca! Aqui é que a senadora não volta mais!".

Quando Angelina disse que ele poderia ver como ela lida com a situação, ele deu um sorriso irônico e pensou: "desde quando eu tenho interesse em saber como lidar com bêbados brigões?". As palavras que saíram de sua boca, porém, foram bem outras.

- Prefiro voltar para casa, Angelina. O Roxy já está em boas mãos, afinal. E a gente pode comemorar num dia em que a casa esteja... normal.

Chegando na rua, viu as viaturas policiais e apressou o passo. Enquanto caminhava para o carro, ligou para Santino, mas ele não atendeu. O mafioso estava em reunião com seu Don. Como não gosta de perder tempo, Nicolae deixou recado na caixa eletrônica:

- Olá, signore Soprano. Aqui é o Nicolae. Acabei de falar com Angelina e ela disse que, ao menos por enquanto, não poderá participar do negócio. Mas não explicou o motivo. Vamos ter de aguardar algum tempo pra saber se podemos contar com o capital dela. Mas é claro que isso não nos impede de constituir a nossa empresa! Me ligue quando puder. Boa noite.

Guiou o carro para casa bastante irritado. Contra a vontade, percebeu que a irritação diminuía quando pensava que, dado seu trabalho no Roxy, voltaria a ver Angelina em breve.

_________________
Aparência 2, Líder Nato, Impaciente, Vingança
avatar
Nicolae Cioran
Humano

Masculino Virgem Dragão
Número de Mensagens : 42
Data de nascimento : 15/09/1976
Data de inscrição : 11/04/2014
Idade : 41
Localização : Onde houver um bom negócio
Emprego/lazer : Empresário / Praticante de Kendo
Humor : Um tanto frio, mas carismático

RPG
Geração: Humano Humano
Clã: Humanos Humanos

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Thomaz Clinn em Seg Set 08, 2014 12:57 pm

-Se a curiosidade matou um gato  isso talvez seja verdade, mas um gato possui sete vidas e eu adoraria dispor de uma delas com você...  Olho em direção a ela com um sorriso transparecendo em minha face e se a cada vez que ela me fizesse sorrir eu ganhasse uma estrela talvez esta noite eu já poderia formar uma galáxia no céu não tão estrelado de Vancouver , enquanto ela olhava ao redor  observando as pessoas que ali estavam e logo em seguida olhava-me  no fundo dos olhos. Ela emanava uma aura densa e atraente naquele momento  uma sedução sobrenatural e soturna. Engoli seco ao vê-la beber devagar a dose, seus lábios finos e habilmente pintados de vermelhos pelo batom fizeram minhas pernas tremerem.

O que eu poderia oferecer a ela  já que eu mesmo não sabia oque procuro ate o devido momento, um cara como eu que se perde em seus próprios pensamento facilmente quando vê uma linda mulher como ela, e já respondendo .

- Claro que sim, posso ser uma pessoa muito importante amanha pra você  nunca se sabe. E isso é oque mais me interessa neste momento  já que viemos pra ca repentinamente após  sair do banheiro do Hell´s, talvez algo esta para acontecer e eu quero fazer parte disso.

Já sendo interrompido por uma movimentação mais exagerada comparada ao que o ambiente proporcionava observando em meio a pequena aglomeração de pessoas que ali estavam uma pequena confusão onde no qual um dos envolvidos era um homem de pele branca de boa postura e  porte físico (Nicolae Volkova), demonstrados enquanto esquivava-se  de um dos golpes desferidos pelo outro rapaz que não demonstrava o mesmo.

O show da noite parecia que já chegara ao fim oque realmente era uma pena , já que os seguranças estragavam a festa . Olho em direção ao barman e já gesticulando com uma das mãos pedindo mais uma dose e querendo saber como aquilo iria terminar sendo assim cogitando levemente me envolver , a resolução da situação tinha sido ao mesmo inusitada  e com um sorriso no rosto deixo escapar talvez em voz baixa e em um tom sarcástico .

- Talvez seja um pouco disso que eu precise neste momento  ...

A musica é interrompida instantaneamente e em seu lugar dando  inicio a voz de uma mulher (Angelina Sartré), de aparência totalmente seria e nada amigável dizendo-nos que já haviam carros de policia na porta do lugar. Fazendo-me rir levemente e pensar que talvez seria puro blefe já que não havia tanta necessidade da presença de carros de policia no local somente para dar cabo de dois marginais em seus quinze minutos de fama.
avatar
Thomaz Clinn
Humano

Masculino Libra Cavalo
Número de Mensagens : 39
Data de nascimento : 24/09/1990
Data de inscrição : 28/06/2014
Idade : 27
Localização : vancouver
Emprego/lazer : Piloto de teste / Arrumar confusao
Humor : sarcastico/ Engraçado

RPG
Geração: Humano Humano
Clã: Humanos Humanos

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Lumina Dowsha em Seg Set 08, 2014 4:30 pm

E o mundo é mesmo cheio de surpresas não é? Enquanto eu tomava meu uísque brincando com o copo e olhando o movimento eu podia avistar muitas coisas acontecendo, como por exemplo um lutador mostrando seu talento no meio da pista com um coitado tentando acertar e ele parecendo o Anderson Silva esquivando e batendo. Lógico que ele iria sair dali, e foi mesmo. O que aconteceu ali foi ainda mais interessante, a mulher que estava perto do coitado que apanhou feito uma mula empacada começou a gritar e apontar para o rapaz chamando-o de assassino, sem noção, besta e até mesmo o mais cruel dos xingamentos dentro de um clube daquele padrão: Seu idiota. Ah que gracinha. O bacana é que a mulher começou a se debater e girar em torno dela mesmo parecia até a lua fazendo seu movimento de rotação/translação em volta do pobre namorado/marido/bofe que ela estava perto.
As amigas também entraram no clima e todo mundo parecia que queria um pedaço do bombado briguento que há pouco foi escoltado. O que ninguém esperava é que nesse meio tempo fosse aparecer a dona da bagaça e falar um monte de coisas. PERA!


Algo me diz que essa mulher tem algo diferente, quem sabe até mesmo... Claro! É uma vampira. Isso significa que já tem alguém tomando conta do ambiente. Eu não gosto de pessoas tomando conta de ambientes, a menos é claro que eu ganhe algo com isso. Salve engano aquela é a atriz de teatro Angelina Sartrè. O que foi? Acha que não vou a teatros? Meus queridos eu estou em todos os lugares, sou quase um Google.


O que acontece é que a sua fraca Presença mostra que ali há um vampiro jovem. Um neófito provavelmente, o que me leva a crer que seu Pai deve estar perto, ou então em breve irá aparecer em algum lugar desse distinto ambiente. Felizmente o discurso da vampiresca Sartrè conseguiu deixar a mulher mais “tranquila” e finalizar o ataque de pânico antes que tivesse consequências maiores. Sábia mulher.


Ao meu redor alguns começavam a falar que era muito parecido com a mais jovem senadora do país, meus caros, eu sou a mais velha! Mas tudo bem. Vamos manter as aparências que é algo bacana. Com esses anos de experiência aprendemos muitas coisas, uma delas, que salvou muitas vezes minha vida, era parecer um humano como outro qualquer. Ajuda a matar, a caçar, a conseguir poder, a delegar funções e a destruir reinos inteiros com apenas uma peça movimentada. Sim, eu gosto de xadrez. E pela minha leitura de jogada é hora de chegar perto de uma mulher que há pouco tentou usar seu dom para controlar uma multidão.


Caminho tranquilamente até chegar perto o suficiente da mulher que estava até pouco tempo atrás perto das grades da área vip. Antes de qualquer coisa, uma mulher me chama atenção. Seria Samantha Nuñes por ali? Não é possível, e cadê o exército dela? Ela estava só, sem a nova cria, sem ninguém por perto, com roupas diferentes. Definitivamente não é a Samantha, sua aura não é de uma vampira. É a reencarnação de uma não morta. Nossa, tive um nó mental.


Caminho com tranquilidade até chegar perto de Angelina. Os seguranças da casa nem ousam tocar nos convidados VIP, o que é bom, ao menos para mim.


–Oi. – Dou um sorriso –Você que é a dona daqui? Eu gostei muito da casa. Animada ela! – Falo isso olhando para onde havia sido a briga.


Tomo mais um gole do uísque e torno a falar:


– Como é seu nome? Desculpa, não me apresentei. Lumina. – Estendo a mão para a mulher mantendo o calor corpóreo. Mesmo não sendo visível em reflexo algum, maldição do clã, consigo ainda passar como uma mulher como outra qualquer, o que me dá a chance de ser “normal”. Claro que aprendemos com o tempo a iludir a mente de algumas pessoas para que possamos aparecer em certas ocasiões, mas aqui não precisaria disso.


– E você é uma pessoa... Ímpar. Posso saber sua origem também?


Era só esperar um pouco. Ela logo falaria o que eu precisava saber. Ou então eu acabaria destruindo o Roxy também.

_________________
Sentido Aguçado / Ambidestra / Ingerir Comida / Voz Encantadora / Fisionomia amigável / Rubor de Saúde / Vontade de Ferro / Líder Nato / Resistência à Magia / Reconhecimento Vampírico /Aura Enganosa
Fama 4 / Aparência 4 / Status 5
avatar
Lumina Dowsha
Lasombra

Feminino Libra Número de Mensagens : 14
Data de nascimento : 12/10/0944
Data de inscrição : 18/03/2014
Idade : 1073
Localização : Vancouver
Emprego/lazer : Senadora / Arcebispa
Humor : *-*

RPG
Geração: Matusalém Matusalém
Clã: Lasombra Lasombra

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Ammy Wather em Seg Set 08, 2014 5:34 pm

Ammy apenas queria sair da frente do computador para conseguir inspiração e assim poder continuar seu artigo para a faculdade, cujo cursava à dois anos e estava com a corda no pescoço prestes à perder um prazo, aliás odiava prazos, pois sua falta de criatividade não deixava seu artigo fluir, por isso decidiu sair do seu canto depois de alguns dias à cheetos e café. Por isso caminhava pela rua olhando as estrelas sem se preocupar em nada à não ser saborear sua pipoca, mas quando se deu por si estava em um clube, onde via pessoas apenas divertindo-se em volta à um mundo revolto e cheio de coisas erradas.

– Água. – respondeu ao homem que lhe perguntava o que queria para beber e, com uma cara estranha serviu a garota. Bebericava como um passarinho da sua água, olhando as pessoas era assim simples e sua cabeça começava a perder-se. Perguntava-se qual a graça que as pessoas viam em beber tanto, pode notar um homem grande e careca do outro lado bebendo e ainda por cima sendo arrogante com o pobre rapaz que lhe atendia e era pago para fazer isso, ninguém informou ao grandalhão que existem leis à serem seguidas e que o lugar poderia ser fechado, caso houvesse uma fiscalização e clientes bêbados?! Por conta  disso balancei a cabeça e notei que o grandalhão não estava mais lá.

- Socorro. – disse para eu mesma, quando olhei para o lado e aquele homem vinha na minha direção com jeito decidido. E claro rezei para que ele desviasse o olhar para eu poder sumir. Meus pedidos e preces foram concedidos, o grandalhão era encrenqueiro também foi o tempo suficiente para eu misturar no meio da multidão. Mas não para evitar a zona dentro do lugar, tentei fugir pela saída, mas o seguranças trancavam a porta e o caos estava instaurado.

Não demorou para tudo ser acalmado pela voz da possível proprietária, mas o que ela disse não agradou, policia, uma busca de inspiração terminaria com uma ficha na polícia? Era assim que seria a minha noite? E se não fosse só isso estava percebendo alguns olhares estranhos para o meu lado, como se me conhecessem, mas eu não conhecia ninguém por ali, no máximo meus colegas de faculdade.

Não queria maiores problemas para seu lado por isso resolveu deixar o local, a saída agora parecia muito boa, ainda mais que os ares estavam acalmados. Mas será que conseguira sair assim depois de toda a confusão?

_________________
Prontidão: 2;Esquiva: 2; Empatia:1; Manha: 1; Lábia: 1; Armas de Fogo: 1; Armas Brancas; (1) Segurança; 1 Furtividade 1; Sobrevivência: (1) *Influência:2 *Recursos: 2 *Status: 1; Bom Senso (1); Temerário (3);Vingança (2); Aminésia (1);Identidade Trocada (1 - Samantha Nuñes) Idade Aparente: 22 Altura: 1.68 Conceito: Estudiosa Natureza: Timida Comportamento: Sobrevivente Residência: Pequena casa no suburbio
avatar
Ammy Wather
Humano

Feminino Virgem Macaco
Número de Mensagens : 12
Data de nascimento : 17/09/1992
Data de inscrição : 03/09/2014
Idade : 25
Localização : Vancouver
Emprego/lazer : relaxar
Humor : timida

RPG
Geração: Humano Humano
Clã: Humanos Humanos

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Alyssa Blane em Ter Set 09, 2014 6:20 pm


Não tinha nada à esconder, quer dizer.. Bem estava começando em um novo ramo, onde ser jornalista ajudava um pouco, neste quesito. Já tinha um cliente Shaw, apesar de trabalhar para ele o trabalho extra era recompensado, agora tinha que arrumar uma cartela de clientes. A curiosidade de Thomaz no momento não parecia nada interessante para o que poderia acontecer, por isso era melhor desconversar e mudar de assunto ou melhor mudar o foco.

Olhava ao redor, procurando por rostos conhecidos, ou uma possével confusão eminente, mas o sorriso de Thomaz atraia mais minha ateção do que antes, efeito da bebida? É não sei. Adorava a mistura enebriante do alcool com a suavidade de outra bebida e assim deixava ser encantada por aquela bebida. Quem seria ele? Isso me deixou curiosa com sua resposta.

Mudei a direção dos meus olhos, assim que ele disse que coisas poderiam acontecer uma briga parecia começava e a zona também, animos exaltados e porrada para todo lado, bem era assim e, por isso posso dizer que não aproveitei da situação e soquei alguém, sou alguem muito civilizada, não seria capaz de fazer nada do tipo. Mas a vontade era grande, porém não durou muito tempo, só o suficiente para a dona da espelunca controlar os aninmos dos meninos. O que tinha Thomaz em relação àquilo?

Os animos calmos, voltávamos à mesmisse. -- Talvez seja um pouco disso que eu precise neste momento  .

Muito bem, mas ainda tinha uma certa coisa que estava ali inquieta, Nicolae estava no roxy, mas eu não o mais vi, porém quando a bagunça estourou vi o homem correr pela multidão, saindo. Ele tinha negócios no Roxy, será que meus aquivos tinham essas informações? Estava curiosa, tinha que sair logo dali, pois ainda tinha algumas pendencias à tratar. Mas não podia dispensar o gato.

– Um pouco de briga ou de uma ficha na polícia? Engraçado que tudo isso começou quando você propos não acha? – eu o encarava com curiosidade certamente querendo descobrir mais sobre dele. – Não quero encrenca para o meu lado, quer dizer não posso é diferente, agora se quer encrenca para o seu, empurre o grandalhão novamente e terá tudo que deseja... aquilo soava como um desafico conforme apontava na direção do homem, junto à mulher que fez o discurso. – ou propoe alguma coisa? – – olhar faceiro, intencoes, bem não eram as mais puritanas, mas já disse que no primeiro encontro é só para se conhecer melhor?

Ele me encara, como se estivesse processando o desafio que propus . – Talvez esse seja o melhor desfecho possível para esta noite, mas é claro que toda ação exerce uma reação, mas se for isso mesmo o que você queira porque não vamos nós dois e não me veja dançar um pouco com ele mesmo que isso possa te passar uma impressão totalmente diferente de minha pessoa em relação ao começo de nossa noite fazendo-me não ser tão cavalheiro. – era aquilo mesmo!? Ele havia desafiado a mim também? Mas eu tinha um assunto para tratar.  

Deixei a bebida sobre a mesa e o puxei pela mão na direção que o grandão estava – Só não vá se apaixonar, ele tem cara que destroi corações frágeis! – meu tom era bem humorado ao falar no ouvido de Tom. Seu olhar envolto à um sorriso alvo ele responde -Não se preocupe o papel de destruir corações é meu. – olhei para ele e deixei um sorriso transparecer também, como eu havia imaginado desde o começo – Vai lá! – empurrei ele, mas conforme ele deu o terceiro passo e não olhou mais para trás escorreguei no meio da multidão saindo dali rapidamente.

Estava fora, fora da visão de Thomaz, mas assisita tudo de um ângulo diferente e poder saber mais sobre os acontecimentos daquele local e possiveis mudanças na cidade, por isso ficou fintou o ambiente em busca de novidades.



Dadinhos!?


_________________
Altura: 1.78//Idade Aparente: 23//Aparência: 3//Fama: 1 - Jornalista
avatar
Alyssa Blane
Humano

Feminino Touro Gato
Número de Mensagens : 44
Data de nascimento : 27/04/1987
Data de inscrição : 04/04/2014
Idade : 30
Localização : Vancouver
Emprego/lazer : Cantora
Humor : - hummm- Misterio

RPG
Geração: Humano Humano
Clã: Humanos Humanos

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Vancouver em Qua Set 10, 2014 12:24 pm

Alyssa Blane - Pedido de Rolagem - Investigação:

3 dados - Dificuldade: 6

Sucessos - Informações

1 - Poucas informações
2 - Algumas informações
3 - Todas as informações possíveis

Em caso de falha crítica, problemas para investigar a Roxy até o fim da cena.
avatar
Vancouver
Administrador

Masculino Câncer Macaco
Número de Mensagens : 215
Data de nascimento : 28/06/1980
Data de inscrição : 26/10/2012
Idade : 37
Localização : Vancouver
Emprego/lazer : Juiz
Humor : De acordo com os dados

RPG
Geração: Antediluviano Antediluviano
Clã: Administradores Administradores

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Alyssa Blane em Qua Set 10, 2014 12:42 pm

Dadinhos Seus lindos


Edit.. Seus feiosos..


Última edição por Alyssa Blane em Qua Set 10, 2014 12:43 pm, editado 1 vez(es)

_________________
Altura: 1.78//Idade Aparente: 23//Aparência: 3//Fama: 1 - Jornalista
avatar
Alyssa Blane
Humano

Feminino Touro Gato
Número de Mensagens : 44
Data de nascimento : 27/04/1987
Data de inscrição : 04/04/2014
Idade : 30
Localização : Vancouver
Emprego/lazer : Cantora
Humor : - hummm- Misterio

RPG
Geração: Humano Humano
Clã: Humanos Humanos

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Mestre do Jogo em Qua Set 10, 2014 12:42 pm

O membro 'Alyssa Blane' realizou a seguinte ação: Rolar Dados

'Dados' :

Resultado : 1, 4, 6

_________________
Bem-vindos aos Jogos!!!
avatar
Mestre do Jogo
Administrador

Masculino Câncer Macaco
Número de Mensagens : 230
Data de nascimento : 28/06/1980
Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 37
Localização : À procura de jogadores
Emprego/lazer : Mestre de Jogos
Humor : O melhor possível

RPG
Geração: Antediluviano Antediluviano
Clã: Administradores Administradores

Ver perfil do usuário http://vampiro.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Vancouver em Qua Set 10, 2014 2:31 pm

Sucessos = 0
Alyssa não conseguiu nenhuma informação em sua observação. Pode rolar novamente em outro post/lugar na Roxy.
No mesmo local nada será encontrado.
Bom Jogo a todos.

avatar
Vancouver
Administrador

Masculino Câncer Macaco
Número de Mensagens : 215
Data de nascimento : 28/06/1980
Data de inscrição : 26/10/2012
Idade : 37
Localização : Vancouver
Emprego/lazer : Juiz
Humor : De acordo com os dados

RPG
Geração: Antediluviano Antediluviano
Clã: Administradores Administradores

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Thomaz Clinn em Qua Set 10, 2014 3:15 pm

Sentia a mão da mulher pressionar em meio a minhas costas empurrando-me em direção ao meio das pessoas que lá estavam dançando e aproveitando oque era conhecida como noite do aperto , um passo e lá estava eu num imenso e suntuoso salão mais um passo e a noite terminaria do mesmo jeito que começou mais um passo e já não tinha mais volta. Olho em meio as pessoas procurando pelo grandão metido a lutador  mas lá ele não se encontrava, e mesmo assim dando uma pequena volta dentro do recinto em meio a tentar acha-lo mas não com sorte sendo que talvez estivesse recebendo algum tipo de tratamento VIP dos seguranças cogito rapidamente mas  já não sabia ao certo. Balanço a cabeça de uma forma descontraída e com uma expressão irônica em minha face olho para traz por uma fração de segundos, e lá já não se encontrava a dona da mão que me empurrara a momentos atrás uma doce e amarga ilusão que no qual chegara ao fim. Muitas coisas aconteceram ate aqui, desde conhecer a mais bela e perigosa mulher em um ponto da cidade e ser arrastado pela mesma, um telefonema cujo o qual deixa-me preocupado de certa forma a um cara que gosta de brigar.

Caminho em direção ao outro lado do salão parando ao lado de uma mulher qualquer que encontravam-se ali (Ammy Wather) com uma expressão não tão condizente ao ambiente , debruçando-me com os braços sobre o balcão levemente molhado pedindo ao homem do outro lado uma dose qualquer e um copo com agua, e subitamente já servindo-me uma dose de  Whisky ao estilo Cowboy. Olho em direção ao copo com tonalidade escura por conta do liquido e  encarando-o  perdendo-me por alguns instantes, agarro-lhe e assim sentindo a fragilidade do vidro em minhas mãos e já dando uma bela degustada sentindo-o queimar enquanto descia garganta abaixo. Olho para a garota encarando-a e querendo faze-la perceber que lá estava alguém que a encarava, espero alguns instantes esperando alguma possível reação da moça e logo após aproximando-me de forma  gentil e delicada para não aguçar uma possível reação defensiva e hostil  da mesma.

- Expressão seria e fria  para um rosto tão delicado como este não combina muito com lugares assim sabia?...Dizendo em um tom serio correspondente a face da mulher.

A musica que fluía nas caixas de som a uma altura estrondeante  já incomodava-me um pouco aquela altura da noite passando-me a impressão de serem martelos chocando-se contra meus tímpanos violentamente , mas  já não sabendo ao certo se era por conta das doses que havia ingerido antes ou se era  por conta do aroma de incontáveis perfumes e drogas consumidas ao mesmo tempo ali, sendo assim  pegando os copos e sentando-me próximo da garota mas com um banco de distancia entre nós, pego o vidro com a agua e bebo-a lentamente.

- Talvez seja uma expressão de preocupação tentando esquecer algo, mas tentar esquece-las  com agua é a primeira vez que presencio tal ato... Falo em um tom mas amigável desta vez.

Olho em volta calmamente procurando a loira do começo da noite mas tendo em mente que ela não daria mais as caras por ali novamente e nesse intervalo esperando a pequena dama esboçar uma reação.
avatar
Thomaz Clinn
Humano

Masculino Libra Cavalo
Número de Mensagens : 39
Data de nascimento : 24/09/1990
Data de inscrição : 28/06/2014
Idade : 27
Localização : vancouver
Emprego/lazer : Piloto de teste / Arrumar confusao
Humor : sarcastico/ Engraçado

RPG
Geração: Humano Humano
Clã: Humanos Humanos

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Alyssa Blane em Sex Set 12, 2014 4:14 pm

Sim, eu tentei buscar saber de alguma coisa enquanto havia dado um perdido de Thomaz, no meio do caos sai do seu campo de visão, conforme encostei em dois caras para ver se escutava alguma coisa, sobre os negócios que estão sendo arquitetados nos últimos dias, mas o que escutei bem... Se eu estivesse procurando os dois em um caso extraconjugal para uma materia esses dois empresários, teriam que pagar muito bem para mim. Mas o que fiz foi rir e ir para o banheiro.
 
Lavaria o meu rosto e estaria pronto para o próximo passo da noite, mas não sei por que ao olhar para tras vi Thomaz conversando com uma garota, adoro essas coisas. Empurrei a porta e fui até a pia, lavei minhas mãos olhando o reflexo no espelho. Um olhar mortal, mas quem nunca havia feito isso, sorri ao sacudir minhas mãos para tirar o excesso de água delas, e secá-las com o papel. Era hora de partir, não tinha o que fazer ali, não mais aquela noite.
 
Um bom vinho que Shaw havia me concedido pelo trabalho feito e um banho de banheira era o que me esperava. Empurrei a porta novamente e olhei para o bar, lá estava mudei o meu trajeto para a porta de saída e assim deixei o Roxy.
 
Não tive problemas com o táxi, pois fui andando até minha casa, não ficava muitos quarteirões dali, apenas peguei o sapato de salto e segurei entre meus dedos e lentamente ganhei a rua, muitos poderiam achar que eu estava bebada ou não tinha dinheiro para o táxi, mas eu queria curtir aquele vento gélido do fim da noite, ao olhar o relógio na esquina, notei que ainda estaria trabalhando e não indo para minha casa.
 
Um importado vermelho parou à minha frente, dois rapazes perguntaram se eu queria carona. Apenas balancei a cabeça  e disse à eles . - no máximo deixo vocês acompanharem-me até em casa... e, segui meu caminho, sem importar com a incoveniencia, ao menos estava sendo escoltada, pois eles eram insistentes. Não era indefesa, apenas certifiquei que minha arma estava na bolsa, caso eles não fossem gentis.
 

Cheguei em casa, fui até os rapazes com um sorriso no rosto. - Obrigada meninos e se cuidem! Boa noite – abria a porta do hall enquanto o carro vermelho se afastava.

_________________
Altura: 1.78//Idade Aparente: 23//Aparência: 3//Fama: 1 - Jornalista
avatar
Alyssa Blane
Humano

Feminino Touro Gato
Número de Mensagens : 44
Data de nascimento : 27/04/1987
Data de inscrição : 04/04/2014
Idade : 30
Localização : Vancouver
Emprego/lazer : Cantora
Humor : - hummm- Misterio

RPG
Geração: Humano Humano
Clã: Humanos Humanos

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Ammy Wather em Ter Set 16, 2014 1:36 pm

Assim que terminasse sua água, Wather tinha certeza que sairia daquele lugar e tivera muitas inspirações para uma noite e, certamente, conseguiria terminar o seu artigo, agora mudando totalmente o foco algo para a ingestão de álcool e o descontrole humano... Foi uma pequena amostra do que tivera na noite. Uma boa fonte de inspiração apesar de tudo, quase ser morta pelo grandalhão encrenqueiro que parecia querer matar, não sabia ao certo se era isso que ele faria, mas o olhar decidido do homem deixou Ammy apreensiva.

Mas tudo parecia não terminar tão cedo, foi o que penseou quando escutou uma voz no seu encalso, pediu à Deus que não fosse com ela, mas para sua infelicidade era.

- Expressão seria e fria  para um rosto tão delicado como este não combina muito com lugares assim sabia?

- Que bom que sabe que não combina, por isso estou saindo! – Ammy diz de maneira automática sem ao menos olhar para o rapaz, deixando seu copo meio vazio sob o balcão, mas o rapaz soltava mais uma...

- Talvez seja uma expressão de preocupação tentando esquecer algo, mas tentar esquece-las  com água é a primeira vez que presencio tal ato..

“O que ele quer!?” ela bufava, mas ainda sem dizer uma palavra, era um bêbado, não merecia sua atenção. Ela estava cansada de tudo aquilo, por que não podia simplesmente sair pela porta que entrou, descobriu assim o erro que havia cometido. Resposta, porque havia errado ao sair da segurança do seu apartamento. Não bastasse isso percebeu alguns olhares estranhos para si, mas não sabia ao certo se não era apenas impressão  Respirou fundo enquanto ele falava, ”Cara chato, bêbado chato..” – pode sentir o cheiro da bebida foi o ultimato para sua resposta, que saiu sem ao menos pensar em alguma coisa.

– Não preciso esquecer nada e, não preciso de bebidas para isso. E se precisasse não seria bebendo que esqueceria... – falou de maneira ríspida para o rapaz. Ammy era o tipo de garota que primeiro: não se impressiona fácil, principalmente se apenas usar palavras mansas e o bom humor para tal, segundo Ammy é tímida logo não dará bola para qualquer um e por fim não menos importante, a garota tem uma queda pelos seus livros e principalmente pelo seu curso, decidida em salvar vidas. – Com licença! Mas eu não bebo – era assim que ela se desvencilhava das garras daquele rapaz. E rumava para a porta de saída.

_________________
Prontidão: 2;Esquiva: 2; Empatia:1; Manha: 1; Lábia: 1; Armas de Fogo: 1; Armas Brancas; (1) Segurança; 1 Furtividade 1; Sobrevivência: (1) *Influência:2 *Recursos: 2 *Status: 1; Bom Senso (1); Temerário (3);Vingança (2); Aminésia (1);Identidade Trocada (1 - Samantha Nuñes) Idade Aparente: 22 Altura: 1.68 Conceito: Estudiosa Natureza: Timida Comportamento: Sobrevivente Residência: Pequena casa no suburbio
avatar
Ammy Wather
Humano

Feminino Virgem Macaco
Número de Mensagens : 12
Data de nascimento : 17/09/1992
Data de inscrição : 03/09/2014
Idade : 25
Localização : Vancouver
Emprego/lazer : relaxar
Humor : timida

RPG
Geração: Humano Humano
Clã: Humanos Humanos

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Anthony Stark em Ter Set 16, 2014 3:55 pm

Depois de tomar aquele banho demorado e sair meio molhado andando pelo  corredor da casa indo em direção ao quarto, paro em frente ao guarda roupa e já vestindo roupas simples , calça jeans preta , camiseta preta , jaqueta e coturno . Olho o espelho de relance e arrumo o cabelo e já passando pela escrivaninha pegando as chaves do carro e a carteira colocando-a no bolço de trás e já batendo a porta do barraco logo atrás de mim enquanto rumo em direção ao carango estacionado do outro lado da rua, um camaro lindão pra ninguém botar defeito já entrando no carro dando a partida e rumando pra balada mais próxima o tão falado e The Roxy, ao som de Back in Black saio queimando o asfalto.

Tempo depois estaciono minha criança ao lado da boate , abro o porta luvas e certifico-me que minha 9mm esteja ali, pena que não possa leva-la la pra dentro, saio do carro já batendo a porta atrás de mim e acionando o alarme , atravesso a rua e chegando ao outro lado paro em frente ao segurança olhando-me com cara de poucos amigos enquanto eu já abro um sorrisão em sua direção e levando a mão para cumprimenta-lo e dobrada nela uma nota de 100 dólares.

-Seja bem vindo e aproveite a noite senhor... Diz o segurança com um sorriso maior que o meu.

Já la dentro ate parecia uma farra de faculdade, onde as “crianças” ficavam enlouquecidas com a musica alta , a bebida a vontade , drogas consumidas sem preocupações e muitas gatinhas querendo um cara igual o papai aqui. O lugar estava bem movimentado e já encostando no balcão ao lado de um garoto bem vestido e com um topete de dar inveja mas que parecia ter levado um pé na bunda da namorada (Thomaz Clinn)  olho pro barman pedindo  uma cerveja gelada e uma vodka.

-Hey amigão , desce aquela loira gelada pro papai aqui e aproveita e também deixa uma dose de vodka que hoje eu não tô pra brincadeira  hahahaha , já soltando uma gargalhada.

Coloquei a chave do carro em minha frente sobre o balcão enquanto a cerveja e a vodka chegava, e em seguida virando a vodka de uma só vez. Agora era ficar ali e esperar algo de bom acontecer e sendo como na maioria das vezes eram as gatinhas sendo as coisas boas, já dou um belo gole na cevada gelada e escuto um fora daqueles sem dó nem piedade. E penso comigo que seria mais educado aquele pequeno furacão de ódio e cabelo longo (Ammy Wather)  ter mandado o cara tomar no cú do que fazer aquilo. E já me aproximo do garotão enquanto a garota se afastava dele , dando um leve tapinha em seu ombro.

-Ei garoto não sei oque você fez , mais deixou aquele pequeno tufo de gente endiabrado, hehehe, mas não se preocupe com isso mulheres aparecem e desaparecem assim do nada na vida, ela não será a primeira vez que isso vai acontecer e nem a ultima.

Olho para o pequeno gafanhoto abatido e afoito totalmente grogue e sem reação aguardando sua reação.

_________________
Todas as pessoas vivem confiando na sua sabedoria e no seu conhecimento, e ficam presos a eles. Eles chamam isso de "realidade". Entretando sabedoria e conhecimento são ambíguos, deste modo, a realidade não é nada além de uma "ilusão". Então não seria errado dizer que cada pessoa vive mediante suas próprias convicções.
avatar
Anthony Stark
Humano

Masculino Libra Búfalo
Número de Mensagens : 16
Data de nascimento : 24/09/1985
Data de inscrição : 23/08/2013
Idade : 32
Localização : vancouver
Emprego/lazer : Matador de aluguel /Caçador de Emoçoes
Humor : sadico

RPG
Geração: Humano Humano
Clã: Humanos Humanos

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Angelina Sartrè em Ter Set 16, 2014 4:08 pm


Se não surtiu o efeito que esperava de imediato, ao menos o discurso da dona do Roxy serviu para esfriar os ânimos dos mais agitados. A casa noturna aos poucos começa a voltar ao seu ritmo normal, tarde demais para Nicolae, que deixara Sartrè sozinha com o rebanho, com a mesmice de pessoas e idéias. Ela admite a si mesma que o empresário tem lá sua estrela, que sua ambição lembra muito a dela própria. Infelizmente ele não duraria muito, seja pelo peso dos anos ou pelo peso das novas responsabilidades. Sim, ela como um ser superior, representando o próprio deus verdadeiro Set, não poderia demonstrar misericórdia caso esbarrasse em conflitos de interesse com Nicolae ou com qualquer outro. Mas isso não significa que ela não possa se dar ao prazer de ficar “chateada” no dia em que ele partir.
 
Na sala de segurança os brigões esperavam para serem liberados. Angelina segue para lá e se encontra com os seguranças contratados que, embora não lhe devessem lealdade alguma, pareciam bastante eficientes – talvez não tanto quanto o sujeito careca à sua frente. Ele sequer havia suado, e dado o estado do outro rapaz, bastante arrebentado, poderia se afirmar que ela estava diante de um talento.

- Jogue ele pra fora daqui. – diz apontando o rapaz machucado com o queixo.
 
Os seguranças se encaminhavam para cumprir as ordens e liberar os dois homens, cada qual com o seu destino, mas são interrompidos por Angelina.

 – A partir de agora... – seu tom alto faz com que todos a olhassem -... a partir de agora a fama dos sumiços no Roxy estará de volta. Os próximos que brigarem aqui ficarão sob minha responsabilidade. E se eu souber que essa história vazou para fora, vão se ver comigo. Agora vão, mas deixem o careca aqui. – os seguranças se entreolham, um tanto confusos, e retornam aos seus afazeres.
 
Angelina se aproxima dele com sua habitual cara de poucos amigos. Examina-o de cima a baixo, como os mercadores de escravos faziam antigamente. Quase se convenceu que seria uma boa idéia olhar os dentes também.
 
- O cara era alto e forte e você acabou com ele muito fácil. A partir de agora você trabalha pra mim. Se já tiver outro emprego eu cubro o dinheiro; se não precisar de dinheiro, eu te dou qualquer outra coisa que queira. – definitivamente a cara azeda dela não passava a impressão de ser uma cantada – Fique com a chave da minha casa. Nós nos encontramos quando eu sair daqui.
 
Ela joga mesmo uma chave no colo dele, e a chave realmente funcionava. E era da sua casa! – mas só abriria o portão. Se ele descobrisse sua identidade e seu endereço, talvez tivesse cérebro o suficiente para lhe servir; caso contrário, provavelmente nunca mais se veriam.
 
Ao sair da sala de segurança Angelina é abordada por um funcionário que lhe avisa sobre uma pessoa interessada em lhe falar. O nome Lumina Dowsha lhe é conhecido; trata-se de uma das figuras mais bizarras da qual tem conhecimento. Sartrè sempre achou que o povo de Vancouver lhe devia uma explicação por colocar uma menina de cabelos tingidos num cargo tão importante como o de senadora e deixarem Jack Austin se aposentar. De um velho tarado e corrupto ela sabia o que esperar – os amigos de seu falecido marido Thomas Monroe lhe contaram muitas histórias sobre o Sr. Senador Austin -já de uma mulher jovem e até então desconhecida, tudo poderia se esperar.
 
A menina lhe estende a mão em cumprimento – recusava-se mesmo em seu íntimo de lhe chamar “senadora”. Angelina mostra-se sorridente e empolgada ao responde-la e ao seu cumprimento, mas não sem antes esquentar sua pele como Píton havia lhe ensinado.

- Primeiramente eu devo dizer que estou lisonjeada por receber alguém tão importante em meu humilde estabelecimento. E logo na primeira noite! – sorri com o espanto mostrado na última frase – Angelina Sartrè, ao seu dispor. A mais nova proprietária do Roxy Nightclub e aspirante a atriz nas horas vagas.
 
Após trocarem as primeiras palavras e os primeiros sorrisos, Angelina põe-se a caminhar em direção a o seu próprio camarote VIP, de modo a acomodar sua acompanhante da melhor forma possível.
 
– E você é uma pessoa... Ímpar. Posso saber sua origem também?
 
- Ora, obrigada por isso. – concentra o sangue nas maçãs do rosto para parecer encabulada com o elogio Espero que seja pelos bons motivos pelos bons motivos! Até porque, para mantermos tudo sobre nosso comando, temos que tomar algumas decisões difíceis. Como a senhora senadora pode ter notado, tive que cuidar de um problema ocorrido há alguns minutos. Espero também que não tenha lhe passado uma má impressão. Se lhe causamos alguma preocupação, peço desculpas desde já, e deixo a minha palavra de que me certifiquei de que problemas desse tipo não voltarão mais a acontecerem.
 
O uso liberado de drogas dentro da Roxy era algo visível até mesmo para os mais lentos de raciocínio. Portanto, se a menina não tocou no assunto logo de cara, não devia ser esse o objetivo da conversa. Com isso em mente, a setita fica mais a vontade com a presença da figura pública. Ordena, inclusive, que servissem à menina “tudo o que ela exigisse” assim que entraram no camarote.
 
Angelina espera pelo pedido e que o funcionário se retirasse para cumprir a ordem, e só então retoma o assunto. Estava em pé ao lado da mesa de bufê, colocando um copo de whisky para si e outro para a sua convidada.
 
- Há alguma coisa em que eu possa ajudar? É que eu ando envolvida em tanta coisa que não sei por onde começar. – sorri com falsa modéstia – Deseja falar sobre a minha arte? Talvez algo mais formal, como os meus amigos na câmara municipal.
 
Cada segundo que Lumina não estivesse olhando para Sartrè era um segundo a mais que Sartrè a examinava. Olhava sua postura, roupas, jóias, trejeitos, tentava descobrir o que carregava na bolsa – se houvesse trazido bolsa -, sotaque, intenções nas palavras... Afinal, não era todo dia que recebia uma figura dessa para uma conversa.
-----------------------------------------
Off 1: Preferi não jogar o dado de Especialização por não achar conveniente na ação e por querer agilidade;
Off 2: Peço que Vancouver analise se Lumina realmente conhece a Angelina (pelos motivos e restrições de Fama 1) e se ela pode descobrir que se trata de uma vampira;
Off 3: Peço teste de Empatia para descobrir itens do último parágrafo do meu post.
Off 4: Vancouver, por favor edite meu post e retire os  porque eu não tô conseguindo; obrigado desde já.


Última edição por Angelina Sartrè em Qua Set 17, 2014 1:05 am, editado 1 vez(es) (Razão : Consertado erro de gramática.)

_________________
Idade Aparente: 30 anos
Altura e Peso: 1.60m / 48kg
Aparência 4 (postura)
Fama 1 (local; atriz de teatro)
Disciplina: Presença
avatar
Angelina Sartrè
Seguidores de Set

Feminino Aquário Galo
Número de Mensagens : 40
Data de nascimento : 06/02/1981
Data de inscrição : 26/02/2014
Idade : 36
Localização : Incerta
Emprego/lazer : Atriz de teatro
Humor : Dissimulada

RPG
Geração: Neófito Neófito
Clã: Seguidores de Set Seguidores de Set

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Vancouver em Ter Set 16, 2014 6:06 pm

- Em testes- 

Off 1 - Tudo beleza.
Off 2 - Lumina possui: Reconhecimento Vampírico (3) e especializações que mostram conhecer profundamente a cidade e seus membros. (Atuação, Manha, Sobrevivencia - Cidade, Sociedade dos Membros)

Off 3 - TESTE:

Percepção + Empatia ... Dificuldade 6
5 dados.




Boa sorte, e bom jogo.
avatar
Vancouver
Administrador

Masculino Câncer Macaco
Número de Mensagens : 215
Data de nascimento : 28/06/1980
Data de inscrição : 26/10/2012
Idade : 37
Localização : Vancouver
Emprego/lazer : Juiz
Humor : De acordo com os dados

RPG
Geração: Antediluviano Antediluviano
Clã: Administradores Administradores

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Thomaz Clinn em Ter Set 16, 2014 6:09 pm

-Não preciso esquecer nada, e não preciso de bebidas para isso... Palavras fortes e agressivas eram disparadas contra mim deixando-me meio surpreso ao ver que além de delicada e fria também sabia defender-se de caras como eu. Não que eu tenha ficado triste ou algo do tipo, mas confesso que talvez por um  instante possa ter demonstrado uma cara de paisagem  enquanto a garota afastava-se do bar pisando tão forte contra o solo que talvez poderia ocasionar rachaduras no piso.

Mas oque era aquilo, a noite havia começado tao bem para mim que momento nenhum havia imaginado que isso aconteceria e já não via mais o porque de estar ali, termino de beber a agua em que estava em um dos copos  e repousando-o logo em seguida em cima do balcão, enquanto sofria um leve toque em um dos ombros e já olhando na direção do homem.

-Ei garoto não sei oque você fez , mais deixou aquele pequeno tufo de gente endiabrado, hehehe, mas não se preocupe com isso mulheres aparecem e desaparecem assim do nada na vida, essa não será a primeira vez que isso vai acontecer e nem a ultima.... Ele dizia com um sorriso no rosto.

Quem era ele ? Oque ele queria ? Que tipo de gargalhada era aquela ? ...Pensamentos rápidos passam-me na cabeça, enquanto levava  a mão em direção ao outro copo que estava repousado sobre o balcão e dando um leve gole no liquido tão amargo quanto a garota que acabara de sair. Bem isso já não me importava muito, já não tinha saco o suficiente pra ficar ali sentado e ainda mais ficar escutando ladainhas de um estranho metido garotão me deixava mais impaciente.

- Hahahaha, eu sei bem como esse jogo funciona “amigo” não é a primeira vez que isso acontece comigo e não se preocupe, também não será a ultima mas agradeço pelo toque  já que você aparenta ser um senhor de idade mais experiente  nesse jogo e também deve estar acostumado com esse tipo de ocasião mais agressiva, já que talvez você não consiga acompanhar o ritmo sem algum complemento para ajuda-lo .  Retruco com uma risada mais sarcástica possível.

Acompanho com os olhos o copo já vazio enquanto repousava-o em cima do balcão, e assim  percebendo uma chave entre nós dois e com uma ideia um tanto quanto arriscada ,pois não conhecia o rapaz e talvez caso ele venha a perceber não sabia ao certo como terminaria a noite sendo que poderia ir embora de carro ou indo para na mesma sala aonde os seguranças levaram o grandão anteriormente, um leve sorriso me vem ao rosto.

-Mas esse não é o caso já que não estamos conversando sobre corações partidos , e sim em seguir em frente e aproveitando o máximo possível não concorda?... Levanto repentinamente do banco onde estava aproximando-me bem ao corpo do homem  esbarrando propositalmente,  enquanto com uma das mãos fitava o balcão em direção as chaves que ali estavam tentando agarra-las disfarçadamente sem que ninguém percebesse  e logo em seguida dizendo ao garçom para deixar uma dose ao meu mais novo “amigo”, já saindo dali.

 
 
 
(dados?)
avatar
Thomaz Clinn
Humano

Masculino Libra Cavalo
Número de Mensagens : 39
Data de nascimento : 24/09/1990
Data de inscrição : 28/06/2014
Idade : 27
Localização : vancouver
Emprego/lazer : Piloto de teste / Arrumar confusao
Humor : sarcastico/ Engraçado

RPG
Geração: Humano Humano
Clã: Humanos Humanos

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Vancouver em Ter Set 16, 2014 7:35 pm

Thomaz Clinn deve rolar:
Destreza + Furtividade = 2 dados
Dificuldade - 6

avatar
Vancouver
Administrador

Masculino Câncer Macaco
Número de Mensagens : 215
Data de nascimento : 28/06/1980
Data de inscrição : 26/10/2012
Idade : 37
Localização : Vancouver
Emprego/lazer : Juiz
Humor : De acordo com os dados

RPG
Geração: Antediluviano Antediluviano
Clã: Administradores Administradores

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Thomaz Clinn em Ter Set 16, 2014 7:43 pm

Dados
avatar
Thomaz Clinn
Humano

Masculino Libra Cavalo
Número de Mensagens : 39
Data de nascimento : 24/09/1990
Data de inscrição : 28/06/2014
Idade : 27
Localização : vancouver
Emprego/lazer : Piloto de teste / Arrumar confusao
Humor : sarcastico/ Engraçado

RPG
Geração: Humano Humano
Clã: Humanos Humanos

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Mestre do Jogo em Ter Set 16, 2014 7:43 pm

O membro 'Thomaz Clinn' realizou a seguinte ação: Rolar Dados

#1 'Dados' :

#1 Resultado : 2

--------------------------------

#2 'Dados' :

#2 Resultado : 2
avatar
Mestre do Jogo
Administrador

Masculino Câncer Macaco
Número de Mensagens : 230
Data de nascimento : 28/06/1980
Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 37
Localização : À procura de jogadores
Emprego/lazer : Mestre de Jogos
Humor : O melhor possível

RPG
Geração: Antediluviano Antediluviano
Clã: Administradores Administradores

Ver perfil do usuário http://vampiro.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Anthony Stark em Ter Set 16, 2014 9:21 pm

 Mulheres são fantásticas  independente da idade, pra mim quanto mais experiente melhor, mas também não tenho nada contra as mais novas e aqui no roxy   é um prato cheio para caras como eu. Mas a maioria das que estão aqui são apenas para se divertir pois mulher que é mulher mesmo tem mais a oferecer do que apenas um belo par de seios e pernas, mulher de verdade é aquela que faz você querer mais , é aquela que te impressiona com carisma e inteligência, e se tiverem isso elas ganham o papai aqui  rapidinho. Gosto de fazer comparações no dia a dia e isso aqui no roxy era algo parecido como uma tigela cheia de bifes suculentos para tigres famintos,  e é claro que eu sou o tigre. Meu serviço é muito estressante e não tenho tempo para construir algo solido um relacionamento a parte ou ficar de enrolação por ai, se quiser um pedaço de mim pode pegar mais eu sou maior,  sou como o meu serviço rápido e letal mas não muito discreto , por escolha mesmo , já que gosto de botar pra quebrar e quem quiser ver sintam se a vontade pois o show que proporciono  não é fácil de se esquecer, e quando eu ponho algo em mente eu vou ate o fim. Já que sou um tipo de cirurgião, não aqueles que trabalham em hospitais, mas  um do tipo diferente e que remove tumores da sociedade e ninguém ira sentir falta deles se é que da pra entender, porem só trabalho quando o telefone toca e ultimamente tem tocado e muito ainda mais por essas redondezas, o meu ultimo trabalho foi altamente desgastante fazendo-me mais estressado e deixando-o pobre coitado literalmente sem a cabeça  a alguns quilômetros ao norte daqui.
Já sou acostumado a não dormir muito por conta das viagens, me obrigando a parar em motéis na estrada e esticar as pernas ao lado de ninhos de ratos no assoalho , porem durmo mais na beira da estrada  poucas horas deitado em cima de uma rocha ao frio da madrugada, alguns comprimidos energéticos  e meia garrafa de whisky, faz o mesmo efeito em mim que em  um bebe deitado no colo da mamãe tomando uma mamadeira com leite quente. Mas aqui estou eu em uma cidade grande a cidade no qual vivo mas não pisava aqui a um bom tempo e sem sorte em fazer algum tipo de amizade.
Mas parece que toda a simpatia do tigrão aqui não e  bem vinda pelo garotão que esta em minha frente , já que ele parece ser um tanto sarcástico com esse sorriso enquanto fala essas besteiras em minha direção. Talvez o tempo fora dessa selva tenha feito a nova ninhada de gatinhos acharem que já são crescidinhos o bastante pra mostrarem seus dentinhos de leite e isso chega ate ser fofo de certo modo.

- Ei garotão é claro que eu estou acostumado com mulheres agressivas, mas quer saber as mais agressivas são as que valem a pena sabia, hahahahahahahaha.... Dando um gole dos grandes na loira gelada que estava na mão.

- Olha não sei o tipo certo de experiência que você ta falando mas se for sobre chutar a bunda dos outros isso sim eu tenho experiência  e esse papo do complemento ai, depois da terceira meu amigo não tem quem aguente né é não?! , hahahahahaha.



O filhote de tigre levanta com uma rapidez como se fosse o próprio rei da selva e chega bem perto da minha cara, dava pra ver o sangue fervendo no olho do gatinho  fazendo-me crer que talvez ele tenha oque é preciso neste ramo, e falando pro barman que ia deixar uma paga pra mim já saindo e esbarrando com força em meu ombro. Sair assim  é desnecessário garoto poderia meter uma bala nas suas costas sem ao menos ter trabalho algum, porem por sorte sua gostei de você e em breve quero encontra-lo de novo.

- MAL POSSO ESPERAR PRA TE ENCONTRAR DE NOVO E  NA PROXIMA PODE DEIXAR QUE EU PAGO A RODADA. HEHEHEHEHEHEHE!!!!!!!

_________________
Todas as pessoas vivem confiando na sua sabedoria e no seu conhecimento, e ficam presos a eles. Eles chamam isso de "realidade". Entretando sabedoria e conhecimento são ambíguos, deste modo, a realidade não é nada além de uma "ilusão". Então não seria errado dizer que cada pessoa vive mediante suas próprias convicções.
avatar
Anthony Stark
Humano

Masculino Libra Búfalo
Número de Mensagens : 16
Data de nascimento : 24/09/1985
Data de inscrição : 23/08/2013
Idade : 32
Localização : vancouver
Emprego/lazer : Matador de aluguel /Caçador de Emoçoes
Humor : sadico

RPG
Geração: Humano Humano
Clã: Humanos Humanos

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Angelina Sartrè em Qua Set 17, 2014 1:07 am

Obrigado, Vancouver.




Teste de Empatia = 5 dados


Dificuldade = 6

_________________
Idade Aparente: 30 anos
Altura e Peso: 1.60m / 48kg
Aparência 4 (postura)
Fama 1 (local; atriz de teatro)
Disciplina: Presença
avatar
Angelina Sartrè
Seguidores de Set

Feminino Aquário Galo
Número de Mensagens : 40
Data de nascimento : 06/02/1981
Data de inscrição : 26/02/2014
Idade : 36
Localização : Incerta
Emprego/lazer : Atriz de teatro
Humor : Dissimulada

RPG
Geração: Neófito Neófito
Clã: Seguidores de Set Seguidores de Set

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Mestre do Jogo em Qua Set 17, 2014 1:07 am

O membro 'Angelina Sartrè' realizou a seguinte ação: Rolar Dados

'Dados' :

Resultado : 6, 5, 6, 1, 9

_________________
Bem-vindos aos Jogos!!!
avatar
Mestre do Jogo
Administrador

Masculino Câncer Macaco
Número de Mensagens : 230
Data de nascimento : 28/06/1980
Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 37
Localização : À procura de jogadores
Emprego/lazer : Mestre de Jogos
Humor : O melhor possível

RPG
Geração: Antediluviano Antediluviano
Clã: Administradores Administradores

Ver perfil do usuário http://vampiro.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Vancouver em Qua Set 17, 2014 7:55 am

3 sucessos - 1 falha = 2 sucessos
Pedido na observação: "Olhava sua postura, roupas, jóias, trejeitos, tentava descobrir o que carregava na bolsa – se houvesse trazido bolsa -, sotaque, intenções nas palavras."


Lumina não carrega bolsa alguma consigo.
Postura: É de uma mulher de poder, Senadora serve de esconderijo para sua verdadeira forma, com classe e refinada, parece ser uma mulher muito meiga. 
Jóias presentes: Brinco de ouro branco com uma gota de ônix. Colar de couro com um pingente de ouro no formato de meio coração, pulseira de ouro, anel de prata na mão esquerda. 
Sotaque: Britânico
Intenções nas Palavras: Não dá para saber ao certo, mas parece que Lumina sabe sobre Angelina e sua real forma.

avatar
Vancouver
Administrador

Masculino Câncer Macaco
Número de Mensagens : 215
Data de nascimento : 28/06/1980
Data de inscrição : 26/10/2012
Idade : 37
Localização : Vancouver
Emprego/lazer : Juiz
Humor : De acordo com os dados

RPG
Geração: Antediluviano Antediluviano
Clã: Administradores Administradores

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Roxy Nightclub

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum